JPL-JORNAL---OFICIAL-

sábado 25, maio, 2024 - 23:19

Economia

Real Digital: Bitcoin Brasileiro

O Brasil está prestes a testemunhar uma revolução na sua história monetária com a im

image_printImprimir

O Brasil está prestes a testemunhar uma revolução na sua história monetária com a implementação do “Real Digital”. Trata-se de uma evolução tecnológica do atual Real, nossa moeda nacional, que promete trazer uma série de benefícios para a economia do país. Vejamos, quais os principais pontos da implantação do Real Digital no Brasil e como essa iniciativa pode transformar a forma como lidamos com o dinheiro.

O Real Digital e o Futuro Financeiro do Brasil

O Real Digital representa uma forma de moeda digital emitida pelo Banco Central do Brasil, lastreada no Real físico. Essa inovação visa modernizar o sistema financeiro e facilitar as transações no ambiente digital, proporcionando maior agilidade, segurança e redução de custos nas operações.
A digitalização da moeda brasileira está alinhada com uma tendência global de adoção de ativos digitais, impulsionada, em grande parte, pelo crescimento das criptomoedas.

“O Real Digital é uma forma de moeda digital emitida pelo Banco Central do Brasil, lastreada no Real físico”

Renato Borges

O Real Digital, entretanto, se diferencia das criptomoedas tradicionais, como o Bitcoin, por ser emitido e regulado por uma autoridade central, o Banco Central do Brasil. Isso confere maior estabilidade e controle à nova forma de dinheiro.
O Banco Itaú realizou recentemente a instalação do nó validador primário (node) para a blockchain da moeda digital.
Na fase inicial do projeto, o banco realizou com sucesso a criação de tokens que replicam atividades transacionais na blockchain Hyperledger Besu. Por meio desses testes, os participantes avaliarão a capacidade da rede em oferecer escalabilidade, interoperabilidade, segurança e privacidade para a CBDC do Brasil.

Vantagens do Real Digital

  1. Inclusão Financeira: O Real Digital tem o potencial de promover maior inclusão financeira no Brasil, permitindo que pessoas sem acesso a serviços bancários tradicionais realizem transações e pagamentos por meio de smartphones ou outros dispositivos digitais. Essa democratização do acesso ao sistema financeiro pode trazer benefícios significativos para a economia como um todo.
  2. Redução da Economia Informal: A adoção do Real Digital pode contribuir para a redução da economia informal, uma vez que transações digitais são mais rastreáveis e controláveis pelas autoridades fiscais. Com uma maior formalização das atividades econômicas, o governo poderá aumentar a arrecadação de impostos, direcionando recursos para investimentos em setores-chave.
  3. Eficiência nas Transações: O Real Digital permite transações instantâneas e de baixo custo, o que pode beneficiar tanto os indivíduos quanto as empresas. As operações de pagamento e transferência de recursos serão realizadas de maneira mais rápida, segura e com tarifas reduzidas, impulsionando a economia e facilitando o comércio.
  4. Combate à Fraude e à Lavagem de Dinheiro: A tecnologia subjacente ao Real Digital, como blockchain e criptografia, pode ajudar no combate à fraude e à lavagem de dinheiro. A transparência e o registro imutável das transações tornarão o sistema financeiro mais seguro e confiável.

Desafios e Adoção Progressiva

Apesar das inúmeras vantagens, a implantação do Real Digital também enfrentará desafios significativos. Questões como a infraestrutura tecnológica, cibersegurança, privacidade dos dados e a adaptação de parte da população que ainda não está familiarizada com a tecnologia serão pontos cruciais a serem considerados.

Portanto, é importante que a implementação do Real Digital ocorra de forma gradual e acompanhada de campanhas educativas para conscientizar a população sobre os benefícios e o funcionamento dessa nova moeda.

A chegada do Real Digital representa uma transformação importante na economia brasileira, prometendo trazer inúmeros benefícios, como a inclusão financeira, redução da economia informal e maior eficiência nas transações. A digitalização da moeda é um passo fundamental para acompanhar a crescente digitalização da sociedade e da economia global.

No entanto, é essencial que a implantação do Real Digital seja conduzida com cautela, levando em conta os desafios e garantindo a segurança e a privacidade dos usuários. O Brasil está prestes a escrever mais um capítulo em sua história monetária, e cabe ao governo, instituições financeiras e à população abraçarem essa mudança e aproveitarem ao máximo as oportunidades oferecidas pelo Real Digital.